terça-feira, setembro 29, 2009

Doce de Banana

Andei procurando uma receita de doce de banana que tivesse aquela aparência de compota, não aquele doce marrom esverdeado que no segundo dia já está com mau aspécto.
Encontrei uma receita no blog Feito em casa que só pela foto já me seduziu, fiz duas receitas de uma vez, pra aproveitar a chama e a panela ficar cheia, usei uma de pressão de 4l.

Eis a receita:

A foto que está lá no blog (E que me adoçou os olhos):


É aquele doce de banana vermelhinho e al dente.

Ingredientes:
- 1 dúzia de banana prata
- 1/2 litro d'água
- 550 g. de acúcar
- cravo e canela a gosto
(observe que, se for banana nanica, vai ficar cor de caramelo).

Descasque as bananas e reserve as cascas de duas delas.
Coloque o açúcar, a água, o cravo e a canela em uma panela em fogo alto. Quando levantar fervura, coloque a banana picada.
Acrescente as cascas previamente lavadas à mistura. Abaixe o fogo ao mínimo possível.
O cozimento deve ser interrompido no momento em que o doce estiver na cor e consistência desejadas. Isso, leva umas 3 horas, para essa quantidade. De vez em quando, você deve observar e retirar o excesso de espuma que a fervura forma. Evitará o efeito "puxa-puxa", característico em alguns doces desse tipo.

---

Eis a foto de um vidro do doce de banana: A receita rende dois vidros.

O rótulo eu fiz usando um clipart de banana da net. Aqui uma versão sem nome pra você imprimir e colar no seu doce...E já com o prazo de validade, no meu eu esqueci e escrevi a caneta.

Obs: Esse prazo de validade é válido somente para acondicionamento em vidro esterilizado, depois de embalar o doce, ferva o vidro fechado em água quente por 15 minutos. Depois de frio mantenha sob refrigeração.

Listed below are links to weblogs that reference Doce de banana do tempo dos escravos.

2 comentários:

Ritchie Lüdtke disse...

Parabéns estou fazendo esta receita, o gosto esta uma delicia...

Parabéns pela postagem

Crisminiaturas disse...

Obrigada Ritchie!
É uma receita diferente da maioria dos doces de banana, acho que você irá aprovar o resultado final!
Não se esqueça de esterilizer o vidro antes e ferver depois de emabalado, ele fica os 6 meses na geladeira e não perde nem a cor, a concistência, nem o sabor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu livro de cabeçeira:

Caros comentaristas:
De modo a nos poupar de atritos desnecessários aqui no blog peço aos colegas que, em suas mensagens, evitem promover inanas, coarctadas, inarmonias, agastamentos, chaças, debates inócuos, embates, embrulhadas, rabulices, encamisadas, ofensas, escaramuças, escarapelas, caceteiras, picuinhas, badernas, lides, quebra-paus, quebra-quebras, pleitos descabidos, quelelês, efervecências, questões de lana caprina, infestações, refregas, bafôs, pegas-pra-capar, pegadilhas, pegas, algazarras, pugilatos, pugnacidades, pugnas, logomaquias, peguilhas, pegulhos, brigas, quiproquós, triscas, quizilas, beiçoladas, galanas, vale-tudos, pelejas, bulhas, ralhos, beligerâncias, colisões, rolos, polêmicas idiotas, timacas, demandas, desordem, combates, gambérrias, armistrondos, remoques, campanhas insípidas, pampeiros, competências, tumultos, pancadarias, rancores, tendepás, muvucas, pendências, conflitos, confrontos, zangas, bangue-bangues, zanguizarras, tinido de armas, contendas, contenções, controvérsias destrutivas, renzilhas, choldaboldras, tropelias, oposições, provocações infundadas, sopapos, esparrames, pipocas, repontões, requestas, sarabandas, barafundas, arranca-rabos, arranca-tocos, arrancadas, arregaços, arreigações, arrepelamentos de barbas, arrepelações, porfias, jiribandas, jerimbambas, turmbambas, mirongas, sororós, barracos, porradarias, turras, derriças, certames, morticínios, arruaças, arruídos, desandas, desavenças, disceptações, discussões violentas, desfrontações, rusgas, cismas, resmungações, rosnaduras, desordens, testilhas, destruições do patrimônio público ou privado, assuadas, batalhas sangrentas, lutas desiguais, rotas, altercações, heteromaquias, retesias, estrupadas, retruques, litígios duros, afuleimações, prélios, frumentações, cruzadas, rivalidades inúteis, cavilações, reviretes, vuvus, rixas, contendas, mexeriquices, fuzilarias, bochicos e liças de qualquer espécie.
Grata
Cristina Freitas