terça-feira, janeiro 04, 2011

Como o correio trata encomendas...

Toda vez que embalo uma miniatura para enviar pelo correio tomo o máximo cuidado para que não haja "jogo", para que além da proteção da peça coloque um tipo de bloqueio á pancadas.
Envio sempre a encomenda com seguro, afinal alguém deve arcar com o prejuízo.
Já ouvi que sou exagerada, mas sabe como é, é melhor não facilitar.



Depois de ver esse vídeo vou proteger ainda mais minhas peças, já que reclamar não adianta nada.

7 comentários:

Daisy disse...

Isso é um absurdo e pra quem vamos reclamar?
Só nos resta esperar nossas encomendas e rezar pra chegarem a salvo.

LENIRA disse...

Eles não tem o menor cuidado,E já me aconteceu de uma encomenda que fiz ter ido parar em outra rua,e a mulher recebeu,pensando ser do marido(ele não deve ter lido ou não sabe o nome do próprio marido.)Felizmente,quando el chegou,teve a consciência de ver o destinatário.Felizmente no endereço estava o meu telefone e ele me ligou dizendo que estava com a minha encomenda e me deu seu endereço para que eu fasse buscar.O número da casa dele era o mesmo da minha casa,mas o da rua,completamente diferente.Claro que fui reclamar.Ochefe tentou jogar a culpa nos Correios da cidade vizinha,mas não deu,pois percebeu que o carteiro era da agenncia da minha cidade.É pager para mandar a encomenda pelo correio e rezar para que ela chegue a salvo.,como naquele filme:pague para entrar,reze para sair.

Shuzy disse...

... É postar e rezar!

LENIRA disse...

Cris,obrigada por seu apoio e carinho.Você melhor do que eu sabe o que estou sentindo.Mas a vida continua e eu agora estou me dedicando mais ainda em cuidar do Ernesto,pois ele como eu sente muita falta do seu companheiro.Apesar das brigas,eles se amavam muito.Afinal foram criados como irmãos.Ernesto também já é velhnho,tem quatorze anos e é tão carinhoso quanto Juquinha.Nós dois juntos vamos superar esta perda.Obrigada,mais uma vez pelo seu carinho.Beijos.

LENIRA disse...

Melhor do que qualquer outra pessoa sabe o que sinto,pois vc tamb[ém já sentiu a mesma dor que estou sentindo.

Crisminiaturas disse...

Daisy e Shuzy segurem as encomendas meninas vale muito á pena o valor é 1% do valor do produto e eu acredito que devem tratar melhor do que vemos aqui nesse vídeo.

Crisminiaturas disse...

Lenira eu sei sim, e demora á passar amiga, ai fica uma saudade doída e muitas lembranças boas.Nossos bichinhos são emoção pura e o amor que nos dedicam marca para sempre!Força aí!Bjo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Meu livro de cabeçeira:

Caros comentaristas:
De modo a nos poupar de atritos desnecessários aqui no blog peço aos colegas que, em suas mensagens, evitem promover inanas, coarctadas, inarmonias, agastamentos, chaças, debates inócuos, embates, embrulhadas, rabulices, encamisadas, ofensas, escaramuças, escarapelas, caceteiras, picuinhas, badernas, lides, quebra-paus, quebra-quebras, pleitos descabidos, quelelês, efervecências, questões de lana caprina, infestações, refregas, bafôs, pegas-pra-capar, pegadilhas, pegas, algazarras, pugilatos, pugnacidades, pugnas, logomaquias, peguilhas, pegulhos, brigas, quiproquós, triscas, quizilas, beiçoladas, galanas, vale-tudos, pelejas, bulhas, ralhos, beligerâncias, colisões, rolos, polêmicas idiotas, timacas, demandas, desordem, combates, gambérrias, armistrondos, remoques, campanhas insípidas, pampeiros, competências, tumultos, pancadarias, rancores, tendepás, muvucas, pendências, conflitos, confrontos, zangas, bangue-bangues, zanguizarras, tinido de armas, contendas, contenções, controvérsias destrutivas, renzilhas, choldaboldras, tropelias, oposições, provocações infundadas, sopapos, esparrames, pipocas, repontões, requestas, sarabandas, barafundas, arranca-rabos, arranca-tocos, arrancadas, arregaços, arreigações, arrepelamentos de barbas, arrepelações, porfias, jiribandas, jerimbambas, turmbambas, mirongas, sororós, barracos, porradarias, turras, derriças, certames, morticínios, arruaças, arruídos, desandas, desavenças, disceptações, discussões violentas, desfrontações, rusgas, cismas, resmungações, rosnaduras, desordens, testilhas, destruições do patrimônio público ou privado, assuadas, batalhas sangrentas, lutas desiguais, rotas, altercações, heteromaquias, retesias, estrupadas, retruques, litígios duros, afuleimações, prélios, frumentações, cruzadas, rivalidades inúteis, cavilações, reviretes, vuvus, rixas, contendas, mexeriquices, fuzilarias, bochicos e liças de qualquer espécie.
Grata
Cristina Freitas